Fissuras1. Por que surgem fissuras nas paredes de edifícios e casas?

As fissuras podem se formar por uma série de fatores, os mais comuns são:

  • Retração das argamassas devido à dosagem inadequada da argamassa ou concreto, ausência de cura principalmente na ocorrência de vento e calor excessivo, emprego de areia inadequada e ou contaminada, tempo insuficiente de hidratação da cal eventualmente utilizada , etc.
  • Má aderência do revestimento à estrutura.
  • Falta de juntas de dilatação ou movimentação que absorvam a deformabilidade da estrutura.
  • Recalques de fundação.

2. No caso de existirem muitas fissuras, há alguma forma de tratá-las como um todo ou é necessário tratar uma a uma?

É importante destacar que para cada tipo de fissura existe uma causa, por isso é difícil tratar de um único modo todos os tipos de fissuras.

É preciso uma análise prévia para definir a causa e o tipo da fissura, após esta etapa pode-se escolher o tipo de tratamento adequado. Para analisar uma fissura é preciso classificá-las quanto à abertura, geometria e movimentação.

A NBR 9575/03 de Impermeabilização - Seleção e projeto, classifica em trincas, fissuras e microfissuras de acordo com a abertura conforme tabela:

Tabela

3. Quais danos esse tipo de fissura pode causar na edificação?

As fissuras permitem a passagem de água que além de provocar manchas, eflorescências, bolhas e saponificação da pintura, possibilitam também a proliferação de bolores e outros fungos, provocadores de doenças alérgicos respiratórias.

Nos caso mais graves propicia um processo de corrosão das armaduras que se não forem tratadas adequadamente chegam a comprometer a estabilidade estrutural das edificações.

4. Como tratar as fissuras nas paredes?

No caso de microfissuras, é comum o tratamento com impermeabilizante acrílico flexível para fachada (VEDAPREN PAREDE).

Aplicado em 2 a 3 demãos, na forma de pintura este produto acompanha a movimentação destas microfissuras e evita a infiltração de água pela fachada. Geralmente pode substituir o selador para tinta acrílica.

Já para fissuras em alvenarias, é sugerido o seguinte tratamento descrito abaixo.

Preencher a abertura da fissura com mástique acrílico (VEDACRIL). Posteriormente, seguindo um procedimento que assegura um serviço de alta qualidade e confiabilidade, pode-se estruturar a área com a aplicação de uma tela especial a base de fibras de vidro de mono filamento contínuo e posterior pintura flexível com VEDAPREN PAREDE.

Como já foi dito,as fissuras e, principalmente, trincas e rachaduras devem ser previamente analisadas antes de se determinar o tratamento a ser adotado. Para isso recomenda-se sempre a consulta a um engenheiro habilitado visto que muitas vezes podem representar manifestações que podem representar problemas estruturais graves.